Problemas ortopédicos na infância: escoliose

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Segundo ortopedista, nem sempre os problemas na coluna são diagnosticados na infância

Existem alguns problema comuns na vida de uma criança, por conta de seu desenvolvimento, por exemplo, é a criança nascer com o conhecido “pé chato”, que segundo médico ortopedista, Rogério Vidal, “é normal, principalmente hoje em dia, quando as crianças não são mais estimuladas a andarem descalças e em terrenos irregulares, hábitos esses que fazem com que o pé ganhe curvatura”. Outro exemplo, é o hábito de andar nas pontas dos pés, trazem preocupação para os pais, pois apesar de ser normal por conta do desenvolvimento do sistema nervoso e do corpo, porém, tem seu lado negativo, caso a criança continue com esse costume, o andar nas pontas dos pés, pode ser que exista alguma doença neurológica na criança.

A atenção e a observação são os segredos para uma vida mais tranquila com as crianças, e também para evitar problemas ortopédicos que podem ser não apenas diagnosticados na infância, como também iniciar um tratamento para impedir que o problema se agrave. A coluna da criança O Dr. Rogério conta que um dos pontos que merecem total atenção é a colina da criança, pois por conta da escolinha, que é o desvio de lateralidade da coluna. “Às vezes, a criança nasce com isso, então é importante que os pais fiquem de olho, levem a criança ao pediatra e chamem a atenção dele para um possível problema”.

Segundo o ortopedista, é comum, infelizmente, que médicos pediatras não percebam de início a escoliose, “crianças de 2 e 3 anos de idade com problemas na coluna, porque nem sempre o pediatra consegue perceber a escoliose no início”, afirma.

É na fase da adolescência que muitos descobrem ter esse problema na coluna, por conta de dores e desconfortos musculares. Por ser um problema que ainda não tem muitas informações, e sempre está sujeitando os pacientes que são muito velhos para fazer uma cirurgia e fazem o uso do colete ortopédico a vários raios x de coluna total para acompanhar o desenvolvimento da escoliose.

A recomendação do especialista é diagnosticar esse problema ainda na infância, para evitar o agravamento da doença.

JÁ VAI EMBORA?

Assine nossa news para ficar informado sobre nossas novidades.

Open chat